Jornal Aldrava Cultural
Bibliotecas & Livros

 

Dicas de leitura:
Conheça as bibliotecas de Mariana - Minas Gerais

Catálogo de livros Aldrava Letras e Artes

Conheça a biblioteca Virtual do MEC - Domínio Público


CLIQUE NA IMAGEM

______
BIBLIOTECA VIRTUAL ALDRAVA

***

Livros de Aldravias de Mário DonLeal


Editado na 1ª quinzena de abril de 2014
Clique na capa para abrir o livro

Editado na 2ª quinzena de abril de 2014
Clique na capa para abrir o livro

Editado na 1ª quinzena de maio de 2014
Clique na capa para abrir o livro

Editado na 2ª quinzena de maio de 2014
Clique na capa para abrir o livro

Livro de Aldravias de Elvandro Burity


Clique na capa para abri-lo

Aldravismo - uma proposta de arte metonímica


Clique na capa para abrir este livro

 

donLeal, o corpo de alice (poesia) Mariana: Aldrava Letras e Artes, 2009 (e-book)


Clique na capa para abrir este livro

***

Reflexões - a lingüística na sala de aula. (Org. J. B. Donadon-Leal) Mariana: Aldrava Letras e Artes.
2007: 112 páginas. (Editado em dezembro de 2007, no formato impresso, brochura de 14 X 21cm)


Clique na imagem - arquivo PDF do livro
(Tamanho recomendado para leitura: 125%)

Apresentação

O aluno de Letras – Licenciatura da Língua Portuguesa – tem compromisso com a produção de conhecimento que seja baliza para o ensino responsável da língua materna. Os estudos lingüísticos têm função essencial nesse balizamento. Subsidiados pela teoria lingüística, ao longo do curso, os alunos do Curso de Letras da UFOP – Extensão de Itabirito, coordenado pela Professora Doutora Dulce Maria Viana Mindlin, lançaram-se a produzir os trabalhos finais da Disciplina Prática de Pesquisa lingüística, ministrada por mim, com a finalidade de deixar aos professores da rede municipal de ensino de Itabirito, MG, uma contribuição para o incremento no ensino da Língua Portuguesa, uma vez que esse Curso de Letras foi financiado pela Prefeitura Municipal daquela cidade. Aliado a esse esforço de resultado magnífico, as alunas do Curso de Letras da UFOP – Extensão de Santa Bárbara, fizeram a revisão dos originais para esta publicação. A união de esforços resultou neste livro de exercícios de Lingüística, com sugestões teóricas, sugestões de aplicação e comentários sobre atividades que “deram certo” em sala de aula. O percurso tem início nos estudos da Lingüística científica proposta por Saussure, especialmente com os estudos da teoria do signo lingüístico, de cuja lucidez resultam os avanços das ciências da linguagem no Séc. XX. No caminho, a Escola Lingüística de Praga deixou contribuição valiosa, na reflexão das funções da linguagem, com modalização dos conceitos de significação, de atos de fala e de texto, além da idéia de perda de autonomia do significante e elevação do valor de conotação na enunciação. Da Glossemática vêm os traços de percurso gerador do signo, que é signo de alguma coisa que se renova em sua unicidade a cada nova ocorrência do continuum amorfo da expressão ou do conteúdo. Dos atos de fala austiniano vêm as forças ilocucionárias, de cujos domínios resultam as acomodações aos ritos sociais e as realizações linguageiras ilocutórias ou perlocutórias. Da lingüística inglesa e da antropologia polonesa recebem a noção de língua como vivência humana, nas diferentes etnias – negação explícita ao conceito de raça ligado ao fazer lingüístico – na soma de linguagens restritas em convivência na esfera de uma língua global. Do gerativismo tem-se a noção de percurso gerador a partir de um conjunto restrito de regras geradoras de infinitos usos no eixo paradigmático, abertura para a reflexão Psicolingüística de aquisição e desenvolvimento da linguagem. Da Teoria da Enunciação enumeram-se os deslocamentos temáticos da reflexão lingüística para o sujeito de sua produção. Do Eu subjetivo ao Sujeito polifônico que, em conjunto com as modalizações discursivas da semiótica greimasiana, conformam as explicações necessárias para entendimento do percurso gerador de sentido no processamento da leitura, com as novas tendências alinhavadas pela Análise do Discurso francesa. Resultado desse percurso de reflexões é este livro, em linguagem simples, como deve ser toda a proposta de ajuda, colaboração efetiva aos professores em atividade no ensino fundamental e médio.

J. B. Donadon-Leal
Doutor em Semiótica e Lingüística
Professor de Departamento de Letras do ICHS/UFOP


BICALHO, Gabriel. Caravela [redescobrimentos] Brasília: Ministério da Educação. 2006. 75 páginas. Ilustrações de Ribamar Fonseca. (Editado no formato impresso, brochura de 15 X 18,4 cm)


Clique na imagem e leia este livro
(Tamanho recomendado para leitura: 125%)
Premiado no I Concurso Nacional de Poesia - Literatura para Todos - MEC/2006

Arquivo em PDF da Biblioteca Digital DOMÍNIO PÚBLICO

 

SOUZA JÚNIOR, José Luiz Foureaux de. Herdeiros de Sísifo: teoria da literatura e homoerotismo. Mariana: Aldrava Letras e Artes, 2007. 338 páginas (Editado em CD-R, formato PDF em dezembro de 2007)


Clique para abrir arquivo em PDF
(Tamanho recomendado para leitura: 125%)

Ao professor de literatura: como ensinar literatura? Que matéria é essa que se recusa a submeter-se aos padrões didáticos de apresentação e construção do conhecimento? Será que é possível mesmo ensinar literatura? Dessas perguntas, nascem outras que se fazem igualmente instigantes e problemáticas, porque se vão juntar às demais, prévias, num conjunto de dúvidas insondáveis a encostar professor e aluno contra uma parede intransponível, uma espécie de muro de lamentações que vai acumulando, no desgaste de suas pedras, a seqüência infinita de possibilidades de leitura. Esta é a palavra-chave aqui: leitura.

José Luiz Foureaux de Souza Júnior